quinta-feira, 3 de março de 2011

Astronauta II

Encontro-me ao meio
em um anseio
- insaciável -
e assim permeio
um devaneio,
solitário

Nesse meu pequeno mundo
mudo, giro e acabo mudo
incluo o sonho de criança
- vendo toda a esperança -
o meu passeio
imaginário