segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O Ilusionista

No escuro
do escombro
que há em mim
o peito brilha,
pois culmino
fantasia
e produzo
esse clarão.

Bato palmas
para o ar
num novo truque
que ilude
a parte minha
cansada
do escuro
na imersão.

Pois sou o mago,
a platéia
e a magia.

O ilusionista,
o iludido
e a ilusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário