quinta-feira, 14 de março de 2013

O Muro de Março

O frio de agora
tocara minha pele
e trocara o que outrora
queimava em mim na aurora
de um calor que me repele.

E de surpresa trouxera
consigo as lembranças de um ex-mundo
Na memória, em qualquer cantinho imundo.

E sinto, tenho um tanto de medo
E cedo, temo um tanto de tudo
E digo, tento mudar o enredo
E fito, tinto um novo futuro.

Pois de sonhos, meu mundo está repleto,
mas os planos, metas e contos,
jogo todos para o mesmo ponto,
uma interrogação para o além-muro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário