domingo, 28 de outubro de 2012

Considerações Finais


Como um latente memorando num espelho,
devolvo-te a imagem que me passas.

Pode ter sido a hora,
pode ter sido a alma,
mas algo está errado.
Vamos regressar.
Vamos nos reaprender,
vamos nos retrair.
Vamos nos re-tra-ir...

Guardo-me
e resguardo o sentimento.
Desculpe-me por confundir-te,
desculpo-me por iludir-me.

Pego minha sacola,
pego minha viola,
pego minha estrada.
Buscando um outro nirvana,
vivendo o novo
de novo e de novo.

Guarde tudo muito bem,
pois esse é o dia em que eu resolvi sumir.
Eu voltarei,
mas não me espere para o jantar.
Se agasalhe bem no inverno
e não abra a porta para estranhos.
De estranhos, basta-nos.

Essas são as minhas considerações finais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário