quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Enquanto Minha Guitarra Gritar em Lá Menor

Eu não me importo muito com o sal... no oceano, é da imensidão que tenho medo. Desde pequeno fui amestrado à tomar conta dos pensamentos grandes, visando principalmente não pensa-los, para que os humanos mais experientes não me confundissem com um louco efebo. Mas sempre tive pensamentos imensos, intensos, isentos, dos quais muitos compõem-me até hoje. Infelizmente, meu pânico por ser louco impediu-me de expandi-los ainda mais nessa longa estrada que é a vida e portanto os guardei em mim.

Mas Deus fez o oceano. E não o guardou em si. E não costuma ser louco.

Enquanto minha guitarra gritar em Lá Menor, sonharei com o infinito colorido que me aguarda.

Ou serei louco, mas algo serei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário