quinta-feira, 14 de julho de 2011

Aviso

Certa vez,
num muro a eito
envolto ao sonho
de um castelo
que vivi
li o aviso
e transiente
inatento
ao próprio sonho,
intento plano
me perdi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário